Geração de energia alternativa irá triplicar até 2017




Até 2017 o Brasil produzirá 6,2 mil megawatts a partir de energia proveniente da biomassa, do vento e de pequenas hidrelétricas, de acordo com plano do governo federal.

Este potencial poderá inclusive ser ampliado se levado em consideração o potencial ainda não explorado para fontes alternativas no Brasil. O aumento no uso de energias renováveis também beneficia outro importante negócio: a venda de créditos de carbono. A energia eólica e as pequenas centrais hidrelétricas podem proporcionam esse tipo de receita. Até o final do último ano somente o Proinfa (Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica) já havia provado 144 projetos capazes de gerar energia suficiente para evitar a emissão atmosférica de 2,8 milhões de toneladas de carbono anuais, podendo valer R$ 100 milhões por ano com a venda de créditos de carbono.

Por outro lado, no agronegócio o Brasil pode ganhar por ano em torno de U$$ 160 milhões com a venda de créditos de carbono obtidos mediante a utilização da biomassa para gerar energia. O maior potencial está nos cultivos de cana-de-açúcar, que hoje cobrem 7 milhões de hectares no país, com previsão de aumentar 50% até 2015, em decorrência da expansão do uso de biocombustíveis. Cada megawatt por hora de energia produzida pelo bagaço da cana evita que mais de meia tonelada de CO2 seja lançado na atmosfera – caso essa energia fosse obtida por óleo combustível ou carvão mineral. Temas importantes como estes serão amplamente debatidos durante a realização do IV Congresso Internacional de Bioenergia e 1º Congresso Brasileiro de Geração Distribuída e Energias Renováveis, que acontecem de 18 a 21 de agosto de 2009, em Curitiba.

Neste período 46 palestrantes e painelistas do Brasil e de diversos países do mundo estarão transmitindo informações importantes sobre o atual estágio e perspectivas das energias renováveis em nosso planeta. Para valorizar o tema biocombustíveis serão lançados, durante o Congresso, dois importantes livros sobre energias alternativas. O livro Álcool Combustível, que é uma publicação da Confederação Nacional da Indústria, Instituto Euvaldo Lodi e Itaipu, contendo uma coletânea de artigos de renomados pesquisadores e técnicos nacionais, coordenados pelo engenheiro Luiz Antonio Rossafa, diretor de Gestão Corporativa da Copel. O livro tem como objetivo apresentar uma análise a partir de diferentes perspectivas e vertentes de pensamentos que contribuem para o avanço da política energética.

Também haverá o lançamento do livro Agroenergia da biomassa residual. Perspectivas energéticas, socioeconômicas e ambientais. Patrocinado pela Itaipu, em parceria com a FAO Brasil, o livro descreve as possibilidades dos setores do agronegócio e do saneamento básico, geradores de resíduos sólidos e efluentes orgânicos, ou biomassa residual, de gerarem energia elétrica ou energia térmica e veicular. Juntamente com o Congresso acontece a 2ª BioTech Fair – Feria Internacional de Tecnologia em Bioenergia e Biocombustível, onde mais de 50 empresas expositoras apresentam inovações e tendências na área. O programa completo do evento e detalhes da feira estão disponíveis no site www.eventobioenergia.com.br A promoção é da Remade, com coordenação técnica da FUPEF-UFPR, Copel e Itaipu, e organização da Porthus Eventos.

SERVIÇO

Eventos:

IV Congresso Internacional de Bioenergia

I Congresso Brasileiro de Geração Distribuída e Energias Alternativas

II BioTech Fair – Fera Internacional de Tecnologia em Bioenergia e

Biocombustível

Data: 18 a 21 de agosto de 2009

Local: ExpoUnimed Curitiba e Teatro Positivo

Contato: contato@porthuseventos.com.br

Fone : (41) 3072-3131

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes

Postagens Populares