Açúcar Refinado:Um Amigo que nos quer Mal


O açúcar é um alimento energético essencial. Porém é preciso distinguir o bom e o mau açúcar.

O açúcar branco refinado é uma invenção recente. Na realidade, foi Napoleão I que propagou seu uso para enfrentar o bloqueio continental imposto pelos ingleses, que privava a França do açúcar natural proveniente das Antilhas.
O açúcar branco normal, as confeitarias, os doces e as bebidas aúcaradas são venenosos. Eles são responsáveis por grande quantidade de casos de diabetes, acidentes cardiovasculares e também caries. O refinamento retira do açúcar natural a maioria de suas propriedades nutritivas e digestivas. Sobra apenas a sacarose, um açúcar rápido que não necessita de transformação e que, assim difunde-se quase que instantaneamente no sangue. Segue-se um efeito de baixa de açúcar sucedido por uma lombeira que é preciso compensar rapidamente com uma nova dose de açúcar.
Os açúcares naturais são nossos verdadeiros amigos, esses açúcares se encontram em estado natural nos legumes, frutas, grãos e outros vegetais. Podem ser açúcares lentos, que demandam uma transformação, como os carboidratos ou açúcares simples, diretamnete assiilaveis, como a frutose. Os vegetais que contém esses açúcares não exigem muito do organismo, e o nível de insulina no sangue permanece baixo.
Os açúcares mascavo, orgânico e frutose são açúcares naturais. Eles não apresentam o aspecto puro e branco do açúcar refinado, mas são saudáveis quando sabemos consumi-los com moderação. Na falta deles, pode-se recorrer ao mel, ao melado ou aos edulcorantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes

Postagens Populares